Canadá e Frankfurt já tem data para tornar-se 100% renováveis!

Para os próximos oito anos o Canadá tem um grande desafio: tornar todos os edifícios do governo federal autossuficientes em energia por fontes renováveis. Esse objetivo faz parte dos esforços de Ottawa para reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 40% até 2030.

Em comunicado online, o governo canadense afirma que “O progresso para essa redução será alcançado por investimentos estratégicos em infraestrutura e frotas de veículos, compras ecológicas e apoio a tecnologias limpas”.

Ottawa estabelecerá o novo Centro do Governo Verde, assegurando simultaneamente que os seus objetivos sejam alcançados. O planejamento é investir em instalações de aquecimento e resfriamento na capital nacional, cobrindo serviços para mais de 85 instalações diferentes, no qual, este ano, o governo federal reservou US$ 2,1 bilhões para renovar uma ampla gama de edifícios governamentais e reformular suas operações em apoio aos seus objetivos de energia limpa.

“O compromisso do governo federal de comprar energia 100% renovável a partir de fontes como a energia solar, já em 2025 contribui significativamente para a agenda de inovação e proteção ambiental do Canadá”, disse John Gorman, presidente e CEO da Canadian Solar Industries Association (CanSIA).

Já na Alemanha, lançado em novembro de 2016, o Plano de Proteção Climática 2050 define medidas para que possa cumprir seus compromissos no Acordo de Paris, reduzindo as emissões de gases-estufa entre 65% e 80% e suprindo quase toda a sua demanda energética com fontes renováveis até meados do século.

Neste processo Frankfurt está se projetando a ser um centro de ação ambiental trabalhando para reduzir a sua pegada de carbono. Muitos de seus edifícios já atendem aos padrões de alta eficiência energética, e cidadãos, escolas e empresas estão sendo incentivados a economizar energia.

As escolas são incentivadas a que professores e alunos participem dos esforços de eficiência energética, recebendo de volta metade do dinheiro que poupam em energia. No ano passado, cem escolas economizaram quase meio milhão de euros dessa forma. Parte dessa verba foi destinada a viagens escolares, de forma que as crianças são recompensadas por fazer a sua parte, ajudando a cidade a se tornar verde.

Na eficiência energética de edifícios, Frankfurt graças ao apoio financeiro da prefeitura, manteve por volta de 2% de suas construções atendendo a padrões rígidos de “edificações passivas”, o que reduz drasticamente o consumo de energia de um prédio.

Fontes: Procelinfo e Pv Magazine.

mouse

Para os próximos oito anos o Canadá tem um grande desafio: tornar todos os edifícios do governo federal autossuficientes em energia por fontes renováveis. Esse objetivo faz parte dos esforços de Ottawa para reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 40% até 2030.

Em comunicado online, o governo canadense afirma que “O progresso para essa redução será alcançado por investimentos estratégicos em infraestrutura e frotas de veículos, compras ecológicas e apoio a tecnologias limpas”.

Ottawa estabelecerá o novo Centro do Governo Verde, assegurando simultaneamente que os seus objetivos sejam alcançados. O planejamento é investir em instalações de aquecimento e resfriamento na capital nacional, cobrindo serviços para mais de 85 instalações diferentes, no qual, este ano, o governo federal reservou US$ 2,1 bilhões para renovar uma ampla gama de edifícios governamentais e reformular suas operações em apoio aos seus objetivos de energia limpa.

“O compromisso do governo federal de comprar energia 100% renovável a partir de fontes como a energia solar, já em 2025 contribui significativamente para a agenda de inovação e proteção ambiental do Canadá”, disse John Gorman, presidente e CEO da Canadian Solar Industries Association (CanSIA).

Já na Alemanha, lançado em novembro de 2016, o Plano de Proteção Climática 2050 define medidas para que possa cumprir seus compromissos no Acordo de Paris, reduzindo as emissões de gases-estufa entre 65% e 80% e suprindo quase toda a sua demanda energética com fontes renováveis até meados do século.

Neste processo Frankfurt está se projetando a ser um centro de ação ambiental trabalhando para reduzir a sua pegada de carbono. Muitos de seus edifícios já atendem aos padrões de alta eficiência energética, e cidadãos, escolas e empresas estão sendo incentivados a economizar energia.

As escolas são incentivadas a que professores e alunos participem dos esforços de eficiência energética, recebendo de volta metade do dinheiro que poupam em energia. No ano passado, cem escolas economizaram quase meio milhão de euros dessa forma. Parte dessa verba foi destinada a viagens escolares, de forma que as crianças são recompensadas por fazer a sua parte, ajudando a cidade a se tornar verde.

Na eficiência energética de edifícios, Frankfurt graças ao apoio financeiro da prefeitura, manteve por volta de 2% de suas construções atendendo a padrões rígidos de “edificações passivas”, o que reduz drasticamente o consumo de energia de um prédio.

Fontes: Procelinfo e Pv Magazine.

Compartilhe

Receba conteúdos sobre energia solar fotovoltaica!

Assine nossa Newsletter.

    Formulário enviado com sucesso ☑️

    Posts relacionados

    Conheça a bike DJ que é energizada através da energia solar

    Quando falamos que o Brasil é um país criativo e voltado à sustentabilidade realmente estamos falando com propriedade! A cada dia que passa encontramos bons exemplos de pessoas que nos trazem inovações pautadas em energia limpa e eficiência energética.

    A inovação de hoje é a da Bike DJ movida a energia solar! Aos amantes da música, é o que faltava para se ter música em qualquer lugar. Com uma cabine de DJ em uma bicicleta, o projeto se mantém através da mobilidade e sustentabilidade, sendo totalmente independente para levar qualquer som à qualquer festa.

    A BikeBeats, como é chamada, tem sua Fan Page Oficial do Facebook, no qual posta vídeos e fotos com os projetos que trabalha, veja mais como ela funciona.

    “É melhor chegar atrasado nesta vida do que adiantado em outra!”

    Está interessado em ter sua própria geração de energia fotovoltaica? Entre em contato com a ECOA!

    Continue lendo
    O que é um equinócio? Conheça o fenômeno que marca o início da primavera

    Neste dia 22 de setembro, exatamente às 17:02 – horário de Brasília, acontece o Equinócio de Primavera, que indica o início da primavera no hemisfério sul, estação que marca a transição entre o frio do inverno e o calor do verão.

    Os equinócios acontecem duas vezes por ano, em março e em setembro, e determinam a entrada do outono e da primavera, como acontece hoje. De acordo com Tânia Maris Pires Silva, coordenadora do Planetário da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o fenômeno “é o momento em que o Sol incide com maior intensidade sobre as regiões que estão próximas da linha do Equador”.

    Assim, o Sol passa exatamente no meio da Terra e os dois hemisférios do planeta – norte e sul – recebem a mesma quantidade de luz, o que resulta em dias quase simétricos, são 12 horas de dia e 12 horas de noite, o que já é anunciado pela origem da palavra: afinal, ‘equinócio’ vem da junção de dois termos em latim: aequus(igual) e nox (noite), ou seja, quando a noite é igual ao dia.

    Se o Equinócio de Primavera dá início à primavera no hemisfério sul, que é onde vivemos, o Equinócio de Outono, que acontece em março, marca o fim do verão e o início do outono. Para o hemisfério norte, sempre acontece o inverso do que acontece para nós. Neste momento, o hemisfério norte está encerrando o verão e iniciando o outono.

    Feliz Primavera!

     

    Link: http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/2017-09-22/equinocio-primavera.html

    Continue lendo
    Locação de terra para instalação de Usina Solar Fotovoltaica

    Rentabilizar seu imóvel rural e contribuir para um dos setores que mais cresce no país, conheça melhor as vantagens da locação de terra para instalação de usina solar fotovoltaica.

    O que é?

    Voltado para produtores rurais ou donos de terras que desejam diversificar seus rendimentos, a locação de terra é uma excelente opção para quem busca segurança de uma renda fixa.

    Os terrenos mais indicados para essa aplicação possuem alguns requisitos importantes, tais como relevo favorável, pouca ou nenhuma intervenção de supressão vegetal da área e que estejam próximo à rede elétrica trifásica.

    Normalmente terras com essas características são encontradas em áreas rurais. Áreas ociosas ou improdutivas podem se mostrar promissoras no que tange à investimentos nesse setor.

    Porém, mesmo em terras produtivas, a instalação de uma usina solar pode ser atrativa, já que essa pode ser uma opção menos custosa para o dono da terra em comparação ao plantio, por exemplo.

    Por quem é feito o arrendamento?

    Os contratos de locação de imóveis rurais tratam de lotes de terra geralmente acima de 2ha (dois hectares) e são firmados entre o proprietário da terra e uma empresa especializada no desenvolvimento de usinas solares fotovoltaicas, como a Ecoa Energias Renováveis.

    Como funciona?

    Antes do contrato ser assinado, alguns processos acontecem. Assim, terreno e a empresa precisam seguir algumas exigências.

    Condições

    O terreno precisa cumprir com algumas condições, as principais delas são:

    • O local não pode ser alagadiço, pedregoso ou ter a presença de sombra;
    • O terreno ideal deve ser plano e com rede elétrica trifásica por perto;
    • Ter área mínima de 2 (dois) hectares (20.000m²), livres de construções, árvores ou riscos naturais;
    • Ter acesso à via pública.

    O terreno está dentro das condições, e agora?

    Validadas as questões técnicas, a próxima etapa se dá na assinatura de um contrato entre a empresa locatária e o proprietário da terra (locador), que deve comprovar a posse e regularidade da documentação da área. Com tudo conferido e dentro das condições, o contrato é assinado.

    Vantagens para o dono do terreno (locador)

    A locação de terra para instalação de Usina Solar Fotovoltaica, além de ajudar na preservação do meio ambiente com um empreendimento sustentável, o terreno alugado gerará frutos pelo aluguel da usina solar, com retorno financeiro garantido em contratos de 30 (trinta) anos.

    Quais são as regras para o contrato?

    Como todo contrato, esse também possui regras. Para aprovar a viabilidade do local é preciso apresentar alguns documentos, entre eles:

    • Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR);
    • Certificado de Cadastro de Imóvel Rural (CCIR);
    • Cadastro Ambiental Rural (CAR);
    • Matrícula atualizada do imóvel.

    Quais as melhores regiões para arrendamento de terras?

    Por ser gerada através da radiação solar, os melhores locais para alugar terrenos são os que possuem maior incidência de radiação solar.

    Mas esse não é o único ponto a ser considerado. A segurança jurídica, incentivos fiscais e as tarifas de energia elétrica em cada região também devem ser analisadas.

    No sul do Brasil, as melhores regiões estão à Oeste dos estados. Mas uma avaliação mais detalhada pode mostrar excelentes pontos de geração de energia nas demais regiões. Tudo depende da análise completa de cada terreno.

    De acordo com o Atlas Brasileiro de Energia Solar, a área chamada de Cinturão Solar é a melhor para o investimento. Ela vai do Nordeste até o Pantanal, pegando também o norte de Minas Gerais, o sul da Bahia e o norte e nordeste de São Paulo. Mesmo com essa área sendo de maior incidência, o Brasil como um todo é considerado como ótimo potencial para energia solar. Para se comparar, áreas com menor incidência de radiação no país ainda geram mais energia do que em países como a Alemanha, uma das referências globais em uso da geração solar em sua matriz energética.

    Locação de terra para instalação de Usina Solar Fotovoltaica
    Mapa de radiação solar no Brasil

    Locação de terreno para a Ecoa

    Atualmente, todos os projetos que a Ecoa Energias possui parecer de acesso (PPA) são registrados já com o terreno averbado, assim como um banco de terrenos já necessário para projetos futuros. A empresa não está em busca de novos terrenos.

    Continue lendo
    Dubai instala estações de recarga solar em locais públicos

    Em Dubai o sol em abundância está sendo aproveitado para a instalação de estações de recarga solar. As estações são árvores artificiais e tecnológicas. Elas funcionam como estações de recarga, oferecem Wi-Fi e muita sombra aos moradores. Tudo isso utilizando energia solar.

    As “árvores” batizadas de “Smart Palm” (Palmeira Inteligente) hoje estão presentes em praças públicas e praias. Cada ponto possui assentos, placas solares instaladas no que seria as folhas, câmera de segurança, tela com informações sobre a cidade e avisos governamentais. Além disso, as estações são capazes de recarregar a bateria do eletrônico 2,5 vezes mais rápido do que as estações comuns.

    Imitando árvores de Palmeira, cada equipamento possui luzes verdes de LED, que iluminam os locais durante a noite. Já há vários exemplares em Dubai, que é a maior cidade dos Emirados Árabes Unidos, mas a novidade deve se espalhar em mais pontos da cidade até sediar a Expo mundial 2020 – um dos maiores eventos que discute, entre outras coisas, questões de negócios, urbanismo, cultura e sustentabilidade, com o tema “Conectando Mentes, Criando o Futuro”.

    Existem outros projetos parecidos, como o que será utilizado no Rock in Rio, conforme matéria escrita aqui.

    Fonte: http://ciclovivo.com.br/noticia/dubai-instala-estacoes-de-recarga-solar-em-locais-publicos/

    Continue lendo

    Comentários

    Ainda não há comentários neste post. Seja o primeiro a deixar um comentário!

    Deixe um comentário

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *